• Mirna Fernandes

A linha Iyengar Yoga

Atualizado: Mai 18

"Emergi da escuridão para a luz, da enfermidade mortal para a saúde, da ignorância bruta para o mergulho no oceano do conhecimento, por meio de uma só coisa: a fervorosa persistência na arte e na ciência da prática do Yoga (sadhana). Se isso foi bom para mim, será para vocês também"
"O Yoga conduziu-me pelo grande rio, levando-me da margem da ignorância para a orla do conhecimento e da sabedoria pela prática do yoga"

Quem foi B.K.S. Iyengar


Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar nasceu em 1918 na cidade de Belur na Índia. Nessa época o país estava passando por um grande surto de gripe e sua mãe ainda grávida, lutava contra a doença. Por conta disso, Iyengar nasceu muito frágil e debilitado, seus familiares não acreditavam que ele poderia viver. Essa fragilidade persistiu por toda sua infância e avançou pela sua adolescência. Desenvolveu vários acessos de malária, tifo e tuberculose o que lhe trazia profunda sensação de desânimo, cansaço e sentimento de melancolia.


Mas, sua vida começou a mudar aos 14 anos quando viajou para a casa da sua irmã que era casada com aquele que seria o seu professor de yoga e guru, T. Krishnamacharya. Começou a treinar arduamente para as apresentações de yoga. Toda sua dedicação sem fim aos yogasanas lhe trouxe benefícios enormes e o principal deles foi a saúde. Tornou-se um jovem ágil adquiriu um corpo forte e vigoroso.


Iyengar foi praticamente quem apresentou o yoga ao Ocidente através de diversas apresentações para grandes grupos. E assim aquele menino pobre e doente tornou-se uma celebridade do yoga.

Montou seu instituto na cidade de Puna na Índia em 1975 para onde milhares de alunos e professores do mundo todo viajam anualmente para estudar. Iyengar dedicou sua vida ao yoga dos 14 aos 96 anos. Aprofundou-se no estudo dos asanas como muita sabedoria. Dizia que o yoga é para todos, e para que isso fosse possível utilizava-se de diversos acessórios (props).

Ele próprio não criou um método, mas a sua forma de ensinar, focada na precisão do alinhamento do corpo, da mente e da respiração associado ao uso de diversos acessórios foi dado, por seus alunos, o nome de Iyengar Yoga.

Escreveu diversos livros (A árvore da Vida, Luz na Vida, Luz no Pranayama, Yoga Sutras de Patanjali, dentre outros)


B.K.S.Iyengar foi um dos maiores mestres praticantes de yoga do mundo. Foram 82 anos inteiramente dedicados ao yoga. Deixou um legado com sua prática diferenciada.. Foi um exemplo vivo do quanto o yoga pode levar o praticante de um corpo doente e frágil à luz da sabedoria mais profunda.


Fundamentos do Método


A linha Iyengar Yoga é baseada no hatha yoga. A princípio, o que diferencie do hatha clássico é o uso dos acessórios (props) que permitem que as posturas se tornem mais acessíveis ao praticante e também trazem a possibilidade de um aprofundamento mais intenso. Além disso, existe uma preocupação constante com o alinhamento do corpo nos asanas, o que traz também uma alinhamento com a mente, a respiração e a consciência; essa precisão do alinhamento traz outra vantagem que é proteger as articulações, a musculatura, os ligamentos contra lesões durante a prática. Da mesma quem tem dores articulares e musculares tendem a procurar essa linha de yoga, pois pode trabalhar essas lesões de forma bem terapêutica cuidadosa.


Numa aula de Iyengar Yoga existe um foco na expansão e extensão do corpo o que afeta intimamente o estado da mente.

Conforme o aluno avança na sua prática, as permanências nas posturas vão se tornando mais longas (chamadas de isometria) e desenvolvem uma mente mais presente no agora, calma e focada, além fortalecer toda a musculatura do corpo. Podemos dizer que isso fortalece também a "musculatura mental", tornando a mente mais forte e preparada para as situações de stress.


Assim como um cientista que observa sua experiência, como um engenheiro que constrói um edifício. O yogue constrói um entendimento profundo e detalhado de si mesmo através da sua arte que é o yoga.


"A ciência do yoga é como a arte da música. Há um ritmo dentro do corpo, que só pode ser mantido quando se presta atenção em cada passo dos asanas e à progressão entre eles. Na prática do yoga, deve haver um ritmo físico, fisiológico, psicológico e espiritual. A menos que haja harmonia e melodia, não valerá a pena ouvir a música. O corpo é um instrumento verdadeiramente sensível e receptivo, e suas vibraçoes, como os sons, expressam harmonia ou dissonância. Cada uma das vibrações deve estar sincronizada com o movimento que é o asana." (B.K.S.Iyengar)





5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nyamas

Yamas